[RP FECHADA] Let me occupy your mind
RPG Wizengamot



 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosRegistrar-seConectar-se
NOVIDADES!! TEMOS UM DOMÍNIO DO QUAL VOCÊS TAMBÉM PODERÃO ACESSAR O RPG WIZENGAMOT, CLICANDO [url=rpg.harrypotter.uni.me]AQUI.[/url]
NOVATO? FAÇA SEU TESTE DO CHAPÉU, CLICANDO AQUI.
ESTAMOS EFETUANDO MUDANÇAS GERAIS E ATUALIZAÇÕES EM TODOS OS TÓPICOS DO FÓRUM, PEDIMOS QUE EVITEM POSTAGENS PELO INSTITUTO. QUALQUER DÚVIDA, CONTATE-NOS.
OLÁ! BEM-VINDOS, AO INSTITUTO RPG WIZENGAMOT!

Compartilhe | 
 
 [RP FECHADA] Let me occupy your mind
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Demetria H. Grimalking
Criaturas Mágicas
avatar

Postagens da Conta : 8
Idade do Personagem : 19
Localização do Personagem : Londres

Identidade Bruxa
Casa: Slytherin
Ano Escolar: Concluido
Dom & Habilidade: Nenhuma

MensagemAssunto: [RP FECHADA] Let me occupy your mind   Sab Out 26, 2013 7:01 pm




let me occupy your mind
A RP se passa no dia 04 de Janeiro de 3015, às 00hrs nas masmorras do castelo. As conhecidas Demetria e Spencer se encontram por acaso, o clima é gélido. RP fechada que se encontra em andamento.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Demetria H. Grimalking
Criaturas Mágicas
avatar

Postagens da Conta : 8
Idade do Personagem : 19
Localização do Personagem : Londres

Identidade Bruxa
Casa: Slytherin
Ano Escolar: Concluido
Dom & Habilidade: Nenhuma

MensagemAssunto: Re: [RP FECHADA] Let me occupy your mind   Sab Out 26, 2013 8:40 pm


It makes no sense

Olhava inquietamente para os ponteiros do relógio sobre a lareira que aquecia a comunal e a deixava, de certa forma, mais acolhedora – não que eu me importasse com o frio, pois o mesmo já não me incomodava a tempos. –. Balançava minha perna esquerda inquietamente de um lado à outro em uma tentativa falha de me entreter com algo e fazer o tempo passar um pouco mais rápido. Inútil, completamente inútil. Enquanto Avalon ainda estava acordada tudo estava bem, havíamos conversado quase a noite inteira e então a loira cansava e acabava adormecendo em um dos sofás da comunal ou até mesmo no mesmo que o meu com a cabeça em meu colo, como de costume. – Mais folgada impossível, risus. – Porém era aquela “rotina” que fazia me sentir normal… Nem que fosse um pouco. Mas as insônias me faziam lembrar do que eu sou e do que sempre fui, não que eu esteja reclamando, de forma nenhuma. Eu gosto de ser uma “criatura mágica”, eu quis ser assim. Mas as vezes viver dessa forma te deixa com tédio e era assim que eu estava me sentindo quase todas as noites enquanto Avalon e todos os outros alunos dormiam.

Minha boca estava terrivelmente seca e começava a me incomodar de uma forma impossível de se descrever, a falta de sangue só fazia piorar tudo e a insônia e tédio só me fazia pensar cada vez mais em tal fato. Avalon descansava no sofá ao lado onde eu estava sentada, sua respiração calma e amena denunciava que ela estava tendo uma boa noite de sono, well, pelo menos alguém estava tendo uma boa noite de sono.

Levei meus pés descalços de encontro com o chão gélido, o que me fizera estremecer um pouco, mesmo a minha temperatura não sendo muito diferente da do ambiente e assim que levantei, me pus a caminhar em pequenos e despreocupados passos para fora da comunal. Eu não fazia ideia o que ia fazer pelo castelo em plena meia noite, também pouco me importava, só precisava andar um pouco e quem sabe uma visita à floresta proibida. Ou talvez eu só ficaria sentada no chão das masmorras recostadas em uma de suas paredes frias e úmidas como fazia quase todas as noites a espera do sono. Acabei por ficar com a segunda opção por motivos de ser a menos cansativa e porquê eu gostava ficar no escuro das masmorras sozinha vendo a vida passar diante dos meus olhos enquanto eu ficava sentada sem fazer nada. É, era e sempre vai ser assim, tudo tedioso e hm… Chato.


Narração, Pensamentos, Demetria.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Spencer Stoneheng
Sonserina
avatar

Postagens da Conta : 1
Idade do Personagem : 21

Identidade Bruxa
Casa: Slytherin
Ano Escolar:
Dom & Habilidade: Nenhuma

MensagemAssunto: Re: [RP FECHADA] Let me occupy your mind   Sab Out 26, 2013 9:41 pm

So bad, I'm so good that I'm so bad
I guarantee I'll be the greatest thing you ever had
Fazia no mínimo meia hora desde comecei a brincar de gato e rato com uma dos monitores, algo que servia muito bem para meu espírito, principalmente se fosse considerada minha alta taxa de tédio no dia, ou melhor, noite. Por favor, quem eles eram? Um bando de baba ovos, e eu era apenas um alvo que eles não cansavam de procurar. Pura perda de tempo, àquela altura já me esgueirava pelas paredes do castelo, e, claro, me certificando de usar as paredes desniveladas como aliadas uma vez que estas conseguiam me esconder bem. Um fato positivo de ser pálida como uma folha de papel é que sua pele se adéqua muito bem a qualquer mudança de claridade. Então me escondi atrás de uma daquelas armaduras vazias e logo prendi o fôlego. Ela era até ligeira, mas sempre lembremos de dois fatos: 1) Eu sou Spencer Stoneheng; 2) Eu sempre estou dois passos a frente. — Passa direto mesmo, idiota. — murmurei num tom quase inaudível no momento em que a monitora em questão dobrara o corredor. Um a zero, Spencer tem a vantagem sobre a monitora até então sem nome.

Teria dado tudo certo caso não tropeçasse no pé da armadura. — Mas que porra?! — Praguejei incrédula, e alto o suficiente para que a dita cuja me visse novamente.Como eu consegui tropeçar naquele desnível? Trabalharia meu sincronismo de mãos e pés em qualquer momento posterior por motivos de não querer ser capturada, aquilo estava fora de questão. Então corri com a ideia de alcançar a comunal, e embora essa fosse um bom plano, seria burrice. — Eu realmente vou voltar pra comunal? Qual é o sentido de se burlar uma regra e voltar pro lugar em que deveria estar? Que contradição, Spencer. Se superou. — me auto repreendi em pensamento assim que o ritmo de minhas passadas diminuíram ao atingir a extensão das masmorras. O clima mudou subitamente, mesmo que já estivesse um tanto quanto acostumada com o clima daquele lugar.

Tentei manter minha respiração o mínimo ofegante possível, todavia era algo sem qualquer porcentagem de êxito depois de toda a corrida pelo castelo. Como de costume meu olhar caiu até a "decoração" mórbida de lá, e olha que até me agradava. Minha sombra movia-se calma, assim como o ritmo de minhas passadas, por mais que a mesma se agitasse um pouco mais devido a movimentação das poucas chamas que outrora davam o ar da graça.

Mantive minhas orbes presas as armaduras quando notei uma coisa menos morta por ali, melhor dizendo, uma pessoa menos morta. — Bom, você não é uma estátua, mas eu imploro que não seja outra monitora. — Profanei com a voz entrecortada graças ao estado ofegante de minha respiração, e mesmo assim minha voz ecoara um tanto melodiosa dentre os túneis. Elevei os abraços para cima e parei as mãos atrás da cabeça como um pleno sinal de rendição. A distancia entre nós era um tanto grande, no entanto ela podia notar muito bem o sorriso cretino que estava explicito em meus lábios, esta junto a um leve alçar de uma das sobrancelhas. — Se bem que se você for uma monitora, puta que pariu, que saúde, garota. Pode me castigar a vontade. — Então voltemos ao silencio.  

thanks tess
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Demetria H. Grimalking
Criaturas Mágicas
avatar

Postagens da Conta : 8
Idade do Personagem : 19
Localização do Personagem : Londres

Identidade Bruxa
Casa: Slytherin
Ano Escolar: Concluido
Dom & Habilidade: Nenhuma

MensagemAssunto: Re: [RP FECHADA] Let me occupy your mind   Dom Out 27, 2013 1:18 am


It makes no sense

Não que eu achasse ruim ficar ali sozinha, não, eu não achava. Mas não posso negar que uma companhia agora não me cairia mal, porque não ia ser algo tão ruim ou mórbido. Esse era o meu problema, eu preciso muito das pessoas, eu preciso muito do ato de ser sociável e era por isso que as minhas noites de insônia me deixavam tão aflita, com sede e, de certa forma, querendo ou não e mesmo negando, deprimida. Eu não era assim, mas quando você passa a ter que viver às sombras de outro alguém, tudo o que você mais quer é achar um jeito de se livrar de tal coisa. Mas eu não tinha chances de conseguir isto, o que estava feito era irreversível, meu destino estava traçado sendo eu uma criatura mágica e a minha única saída para me livrar disto era a morte, mas aí que vem a pergunta que não sai de forma alguma da minha cabeça: Como se mata um vampiro? Eu não fazia idéia e para ser bem sincera, não, eu não queria isto.

Balancei a cabeça em uma tentativa de afastar tais pensamentos, eu não precisava daquilo, eu não precisava pensar nesse tipo de coisa, eu não era assim. Eu nunca fui assim. Mas bem, insônia é uma merda e te faz pensar em coisas idiotas e depressivas. Mas adivinha? Eu não dou a mínima para isto e não faço idéia do por quê na qual estava pensando nesse tipo de coisa. Talvez fosse a sede que estava me matando por dentro, é, talvez realmente fosse a sede e isso começava a me fazer delirar. Eu poderia gritar agora, mas penso que isto chamaria muita atenção e sei que minutos atrás, quando eu e Avalon ainda estava na comunal conversando, Jasmine havia saído apressada balbuciando algo parecido com “Tenho ronda hoje a noite pelo castelo e mesmo assim não tomo jeito de chegar a tempo”, naquele momento eu não tinha dado muita atenção para a morena pois estava entretida conversando com Avalon sobre um assunto aleatório, como sempre costumávamos fazer. Porém, agora aquilo fazia as minhas esperanças irem descarga abaixo, pois por estar tendo ronda dos monitores pelo castelo, o mesmo deve estar adormecido o que significa “nenhum aluno fora das camas depois das onze”. E esse era um dos lados bons de ser uma criatura mágica: Você não precisa cumprir todas as regras ditadas.

Talvez já tivera passado no máximo trinta minutos desde que estava sentada no chão gelado das masmorras e recostada em uma das paredes úmidas do local que eu tanto conhecia. Havia mesmo virado rotina, todas as madrugadas passadas lá estava eu nas masmorras, acho que os alunos já nem se incomodavam mais como de início. Eles não se conformavam com o fato de eu ter livre-arbítrio para andar depois das onze pelos terrenos do castelo e pelo interior do mesmo. Certa vez uma grifina nojentinha tentou, digamos… Me ferrar. Mas, como é de lei, não fizeram nada comigo o que é uma prova de que “Demetria Rocks!”. – risus.

Fui rapidamente puxada para fora da minha bolha particular de pensamentos ao ouvir passos o que me fazia pensar de que Jasmine talvez tenha voltado mais cedo da ronda, ou então tinha algum aluno fora da cama e consequentemente quebrando as regras. Deixei um sorrisinho soberbo e petulante brotar em meus lábios rosados. Eu poderia me divertir um pouco. – rssssss – Se aproximava cada vez mais do local enquanto eu optei por ficar calada apenas observando seus passos, eu não fazia menção ainda se era uma menina ou menino, mas bem, isso não importava pois indepentende de tal coisa, eu iria mesmo me divertir um pouco, pois bem, eu precisava. O local escuro não me ajudava muito a ver nada além de sua silhueta mas ao ouvir as palavras que ressoavam em meus ouvidos em uma voz tão nitidamente clara e ofegante não me restaram dúvidas de que era uma garota. – Yay, você descobriu o sexo dela sozinha, Demetria. Palmas. –. Eu apenas ri do que a garota havia falado, uma risada arrogante, o tipo de risada digna de Demetria Heatiifily Grimalking, e então permaneci em silencio à espera de que a mesma falasse mais alguma coisa. Fiquei apenas a observar com mais atenção a garota à alguns metros de distancia, cabelos negros, olhos castanhos, branca pra cacete e em seus lábios brincava um sorriso cretino que para ser sincera havia me dado uma puta vontade de agarrá-la naquele exato momento. Okay, okay, Demetria, tira isso da cabeça, você tá com sede de sangue, apenas, s a n g u e.

Então por um instante imaginei que ela pudesse ler mentes e estava me zoando pelo que eu havia acabado de pensar, pois a mesma havia falado, em relação a minha pessoa, algo parecido com o que eu havia pensado. Ah, que se dane. Revirei os olhos ao terminar da frase da garota e fiz menção de me levantar do chão e caminhar calmamente em direção a mesma. Eu a reconhecia, poderia até jurar que já a tinha visto na comunal da Sonserina, porém não lembrava-me de seu nome. – Então tava fugindo da Jasmine? – dei outra risada arrogante. – Para a sua sorte, ou não, não sou monitora. – Então resolvi entrar na “brincadeira”. – Mas eu posso te castigar se for de tua vontade, Spe… – Dei uma breve pausa enquanto uma expressão confusa tomava conta do meu rosto. – Perdão, não lembro do seu nome, talvez nem seja importante. – Dei de ombros enquanto o sorriso soberbo e intimidante voltava a brincar em meus lábios. Sim, isso seria divertido. Sim, eu estava sentindo falta de diversão no castelo. Sim, eu iria voltar a agir como a antiga Demetria. Não, eu não me importava com nada que pudesse acontecer daqui para frente. Minha querida e amada Hogwarts que se prepare, porque a barbie vampira bitch está de volta e não vai medir esforço algum quando quiser algo. – risus. – E bem, eu quero muito brincar um pouco.


Narração, Pensamentos, Demetria.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado



MensagemAssunto: Re: [RP FECHADA] Let me occupy your mind   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

[RP FECHADA] Let me occupy your mind

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» [Fábrica] Mega Coders [FECHADA]
» [CLIPE] Ellie Goulding - On My Mind
» [Crônica Fechada] Sinister Cabaret - Vampire The Masquerade - Denver By Night (Crônica Livre)
» [EO] Fábrica – Sistemas Eclipse Origins [Fechada]
» [Konoha] Academia Ninja

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RPG Wizengamot  :: Masmorras-